Diferenças entre Gêneros Textuais Jornalísticos

Diferenças entre gêneros textuais jornalísticos

Os gêneros textuais jornalísticos e tipos textuais podem ser confundidos quanto a sua função, pois muitos acreditam que os dois, no fim das contas são a mesma coisa.

É importante que o jornalista descubra as diferenças entre gêneros e tipos de textos, porque isso fará toda a diferença na hora de interpretar corretamente um texto.

O que caracteriza os gêneros textuais jornalísticos:

O Gênero Textual está diretamente relacionado com as diferentes formas de comunicação por meio da escrita ou da fala. Ele expressa as manifestações culturais, o conhecimento e ideias de cada ser.

O gênero textual pode ser literário ou não, e está sujeito a possibilidade de surgir um novo estilo.

Na literatura, temos como exemplo de gêneros: contos, poesia, crônica, prosa, poema, entre muitos outros. Já no nosso dia a dia o gênero textual se manifesta por meio de hábitos comuns como: e-mails, cartas, e conversas ao telefone.

Saiba mais em: academiadojornalista.com.br/fundamentos-do-jornalismo/como-escrever-uma-reportagem-jornalistica/

Diferenças entre gêneros e tipos de textos

Não existe um número preciso de tipos de texto presente no jornalismo. Apesar de estarmos acostumados a ouvir sempre sobre cinco tipos textuais que são os que se destacam entre os mais utilizados, há na verdade uma quantidade infinita de possibilidades.

Entre os mais conhecidos estão: dissertativo, argumentativo, narrativo, descritivo e injuntivo.

Falaremos um pouco sobre as principais características de cada um deles com a finalidade de uma fácil compreensão na hora de definir qual será o tipo utilizado em seu texto e saber estabelecer as diferenças gêneros textuais jornalísticos e tipos de textos. 

Dissertativo: É um texto temático. Existe um tema a ser abordado e desenvolvido. O verbo está no presente, e geralmente, é utilizada a primeira pessoa do plural – nós. É necessário interpretar o que se escreve, argumentando. Um texto de análise, interpretação de fatos reais com o objetivo de ser informativo.

Argumentativo: É o texto que tem como objetivo convencer o leitor sobre determinado assunto.

Narrativo: As narrativas são uma sequência de acontecimentos, reais ou imaginários. Podemos contar fatos que marcaram a nossa infância ou qualquer acontecimento que queremos registrar por meio da escrita – texto. O tempo de verbo usado na narrativa é o passado.

Descritivo: É contar com detalhes sobre um objeto ou pessoa, por exemplo. Encontramos o uso predominante do adjetivo. O texto descritivo pode ser denotativo ou conotativo.

No sentido denotativo usamos a linguagem clara e objetiva. Já no sentido conotativo usamos várias figuras de linguagem dando sentido figurado e até mesmo pejorativo.

Injuntivo ou Instrucional: são textos que ensinam a fazer algo e que indicam a realização de uma ação. Exemplo: bula de remédio, receita culinária, manuais, leis, entre outros.

Na rotina do jornalista, gêneros textuais e tipos textuais estarão sempre presentes, e combinados de diversas formas. Para se destacar, o profissional deve criar um estilo pessoal criativo, aproveitando as opções teóricas que essas ferramentas proporcionam.

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1. Parabéns!
      Ainda não sou jornalista,mas pretendo.
      Participo da Pascom(Pastoral da comunicação).,essas dicas ajudam bastante .

    2. Olá Alexis, é um prazer tê-lo aqui no nosso blog. Ficamos muito feliz com a sua satisfação, volte mais vezes e aproveite, conheça nossas outras mídias: Instagram, YouTube e a Fan Page.

      Muito bom poder ajudar quem tá começando nessa linda graduação.

      Abraço.

    1. Fico feliz que tenha gostado do conteúdo, temos mais materiais no YouTube e na Fan Page, aguardo você por lá. Abraço.

      Até a próxima pauta.

    1. Olá Camila.
      Em resumo, a matéria é uma reportagem, porém com mais detalhes que uma notícia. A reportagem se trabalha com mais dados, fontes, entrevistas, contextualização de históricos do assunto tratado, já a notícia é uma matéria menor, com foco no presente, um relato sobre algo que aconteceu recentemente, ou está acontecendo, ou simplesmente pode acontecer. Matéria, são os dois, a diferença somente se encaixa no tamanho, não posso dizer que reportagem é uma matéria, se notícia também seria, por isso discrimino a reportagem, por ela ser mais extensa, porém ambas são uma matéria jornalística.

      Ex: Matéria da reportagem.
      Matéria da notícia.

      Espero ter esclarecido, um abraço e até a próxima pauta.

    1. Leia com atenção o artigo, Rafael, nele tem muito mais do que esta resposta. Aprender vale mais a pena do que decorar, te dando a resposta. Respeitamos muito esta didática, este é o nosso objetivo. Se tiver DÚVIDA, manda aqui que te ajudamos a compreender, forte abraço e até as próximas pautas.

Você quer se tornar o candidato mais disputado pelas empresas de comunicação