Você sabe a Importância do Registro Profissional de Jornalista?

Quer receber nossos conteúdos e avisos de cursos por e-mail ?

Para os recém-formados em Jornalismo, ou estudantes em fase final, saber a importância do Registro profissional de Jornalista e como retira-lo é parte das buscas contra o tempo.

Registro profissional de Jornalista

O MTBE (Ministério do Trabalho e Emprego) é o registro profissional de certas categorias de trabalhadores, inclusive dos Jornalistas, que relaciona os dados do profissional ao Ministério do Trabalho, gerado por um número de identificação. Antes chamado de DRT (Delegacia Regional do Trabalho) hoje MTBE ou MTB.

De acordo com a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) com ou sem diploma este registro pode ser feito, infelizmente.

O processo de registro pode ser demorado, por isso verifique sua atual situação e já garanta a solicitação.

Como tirar DRT ou MTBE?

1º passo: Agendar um horário no Sistema de Atendimento Agendado – SAA – inserir seu estado e município.

2º passo: Em “Tipo de Atendimento” solicitar Registro Profissional.

3º passo: Em seguida aparecerá a lista de unidades de atendimento do município escolhido, com a informação dos endereços, datas e horários disponíveis.

4º passo: Após a escolha, insira os dados pessoais exigidos.

5º passo: Ao final é gerado um comprovante em PDF com informações referentes ao agendamento. E, explicação da próxima etapa.

6º passo: Nesta etapa, acesse Sistema Informatizado do Registro Profissional – SIRPWEB e selecione “Registro Profissional” para preencher a solicitação de registro profissional.

7º passo: Após esses itens, é gerado o Requerimento de Registro Profissional.

8º passo: Imprima e assine. Leve esse documento na data do agendamento junto com os documentos originais e cópias:

– Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS): páginas do Número, série e qualificação civil;
– Documento de Identificação (RG);
– Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);
– Comprovante de Residência;
– Certidão de Casamento (se houver alteração de nome);
– Declaração negativa de ilícito penal;
– Diploma de conclusão de curso superior se houver (devidamente assinado).

O prazo para divulgação é de 10 dias, e pode ser acompanhado pelo SIRPWEB clicando na aba da lateral esquerda “Emitir Cartão de Registro Profissional”.

Lembramos que, mesmo sendo um documento importante, o MTBE não é obrigatório, porém é ser um diferencial para o profissional e essencial em determinados processos seletivos.

E deixamos claro que somos 100% a favor da legitimidade do Diploma em Jornalismo.

Fonte: Casa dos Focas e Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro.

Modelo de Currículo para Jornalista

Baixe aqui o seu modelo de currículo, use no seu estágio e durante sua carreira.>

8 comentários em “Você sabe a Importância do Registro Profissional de Jornalista?”

  1. Sou jornalista profissional desde 1984.
    Vivo no exterior há 7 anos e preciso de uma credencial internacional. Como obter pelo Brasil oi aqui na Itália?
    Com o fim do Ministério do Trabalho, como ficou o MTB de reconhecimento do jornalista?

    1. Aline, qualquer informação sobre as novas diretrizes do novo governo, precisamos aguardar a posse do novo presidente em janeiro, aí sim vc e nós vamos saber o que será e como será, para tomar as providencias documentais cabíveis.

      Porém a nível de conhecimento vale lembrar que a decisão cabe aos deputados em votos, ser aprovada ou não a PEC que já existe, para a regulamentação do diploma. O ministério do trabalho não interfere nisso. Se for decidido a extinção mesmo, a secretaria que substituirá, receberá a lei criada para execução.

      Com relação a pergunta anterior, acredito (não posso lhe dar certeza da resposta) que vc deva tirar no país que reside, onde será a sua área de atuação. Porém sugiro entrar em contato com os órgãos corretos para resposta mais completa e assim ser perfeitamente orientada das providencias.

      Um forte abraço e obrigada pelo contato.

  2. Qual a diferença entre fazer o registro na carteira e obter via sindicato? Eu tirei meu diploma recentemente e aqui no Rio de Janeiro eles exigem fazer até prova para obter a carteira.

    1. O registro é feito via o sindicato e sinceramente desconheço totalmente de fazer prova para tirar a carteira. Apenas estes dados são suficientes.

      Procure os órgãos responsáveis, pois desconheço totalmente, não precisamos e nem conhecemos ninguém que tenha precisado.

  3. Sou a favor do diploma, sou a favor do estudo, sou a favor de se aprender a teoria da matéria, porém, não sou contra quem atua na área, que tem o conhecimento na prática e que faz bem seu trabalho. Nas grandes cidades do Brasil existem centenas de grandes jornalistas que não fizeram faculdade, tem também muitos que não tem muito conhecimento. Não tive oportunidade de fazer faculdade por diversos fatores, mas graças a Deus, tive o privilégio de trabalhar nas maiores emissoras de rádio do estado de Goiás por 20 anos e por 10 anos como repórter na televisão de maior audiência em Goiás. A verdade é que existem muitas pessoas formadas que não conseguem falar em um microfone, por isso a importância de se ter também o dom para exercer bem a profissão. Obrigado a todos, sucesso e felicidade a todos os profissionais da comunicação, com ou sem diploma de curso superior!!

    1. Com certeza Celio, concordo com você.

      Lamentavelmente hoje os maus profissionais são graduados também. O que faz a diferença é o que nos propormos a fazer, a buscar… por isso oferecemos vários cursos que o mercado de trabalho exige na prática.

      Aprender somente o ensinado na graduação nos torna medíocre, e se contentar com um salário mediano porque não buscou capacitação extensiva que seja, também é medíocre. Nós ganhamos pelo que sabemos.

      Sem perda não há ganho. Conhecemos muitos formados medíocres e muitos pós graduados de sucesso, depende muito do perfil profissional, não só do diploma.

      Até as próximas pautas, lhe esperamos em nossos treinamentos para que não seja um profissional mediano, sem diploma e sem saber o que o mercado quer de vc.

  4. Meus parabéns a Acadêmia do Jornalista – que vem fazendo um ótima trabalho de formação a todos da comunicação Brasileira, agora para aquele jornalista a que precisa de um documento oficial da Carteira de Jornalista ( Identidade de Jornalista Nacional e Internacional ) – valida no mundo temos a Fenai ? Faibra que emite o mesmo Documento e que tem valor, agora o endereço do site da entidade http://www.fenai.org.br

    1. Muitíssimo obrigada, Cesário. Este seu feedback, ainda mais positivo com relação aos nossos treinamentos para profissionais e futuros profissionais, é muito importante para mensurarmos a qualidade e os alunos também terem noção disso.

      Obrigada também pelo compartilhamento do link da Fenai, mesmo que não seja obrigatório é muito válido para diferenciação no mercado.

      Chame também os amigos para nos conhecer e esteja sempre atento a nossas mídias e e-mails semanais.

      Um forte abraço e até próximas pautas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *