Currículo Tradicional some: conheça as modernidades

Quer receber nossos conteúdos e avisos de cursos por e-mail ?

Tudo se atualiza, além de você o currículo tradicional também deve entrar em critério de adaptações ao novo mercado.

Currículo tradicional x currículo cego:

Currículo Tradicional some: conheça as modernidades

1. Sem informações pessoais nem nome da universidade

Currículo cego este seria o nome do currículo que substituiria o currículo tradicional que conhecemos.  

A tendência mundial, elimina do currículo detalhes como:  gênero, raça, idade, nacionalidade, endereço, informações pessoais e nem nome da universidade.

As Iniciais devem substituir o nome e até o endereço de e-mail do candidato.

Sendo tudo adaptado para que não “denuncie” nenhuma informação pessoal.

Adaptações esses que minimizaria pré julgamento ou preconceito a alguns candidatos.

2. Sem fotos

Alguns alunos ainda utilizam foto no currículo, como uma forma de se apresentar um pouco mais pessoalmente.

O espaço da imagem deve ser substituído por links para redes sociais.

Sugiro desde já, que seja o LinkedIN, por ser uma rede social profissional.


3. Menos atribuições e mais resultados. “Vamos ao que interessa”.

Nos processos seletivos o que é levado em consideração não são descrições de mil e uma atividades somente, mas sim o resultado que teve nelas.

4. Vídeos

Já imaginou se apresentar como profissional competente para a vaga através de um vídeo e não só por linhas de currículos, como no currículo tradicional?

Pois isso já pode ser uma realidade.

Este vídeo servirá como complemento ao seu currículo, é uma estratégia positiva para conquistar a vaga, mas que deve ter muita atenção pelos candidatos, para não acabar sendo um grande tiro no pé.

Os arquivos em vídeo servem apenas para mostrar importantes diferenciais competitivos como a habilidade em comunicação, ou seja, mostrar que você que deseja a vaga de um comunicador, sabe de fato comunicar, e ainda mais mostrar sua capacidade de organização mental, objetiva, clara, um bom português.

E o mais importante para este novo cenário da comunicação: saber trabalhar bem um vídeo curto mas denso de conteúdo e dentro dos padrões exigidos, muito além do bom senso, como cobrado no jornalismo digital.

Aproveite esta nova adaptação mercadológica e além de estudar para adaptar o currículo tradicional ao novo, também se adapte às competências que o novo mercado exige de você como profissional, para ter o currículo cego, bem visto pelos recrutadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO

Você quer saber como conseguir um estágio ?