Você Conhece a Linha de Produção de uma Notícia ou Reportagem?

Tempo de leitura: 2 minutos

É comum denominar todo texto jornalístico como notícia ou reportagem, identificando os dois termos com um mesmo significado para sua função informativa. Mesmo havendo diferenças na elaboração, de acordo com a estrutura e linguagem do conteúdo.

Na parte teórica, matéria ou reportagem são elaboradas de forma similar, mas com funções diferentes.

Para entender como se dá o processo de criação textual, fiquem atentos as características de produção de cada tipo de material jornalístico. Seja Notícia ou Reportagem.

Notícia ou Reportagem:

Veja alguns itens de cada produção de conteúdo

É comum denominar todo texto jornalístico como matéria ou reportagem, identificando os dois termos com um mesmo significado para sua função informativa. Mesmo havendo diferenças na elaboração, de acordo com a estrutura e linguagem do conteúdo.

Notícia

– Para elaborar uma matéria, o jornalista precisa saber como avaliar um fato, que seja recente e definir se o contexto da história tem grande relevância.

– Um das partes mais importantes da notícia, é como apurar.

As notícias tem curto prazo de validade, é importante que o processo de apuração do assunto, entrevista de fontes e transcrição do conteúdo sejam realizadas em um prazo curto de tempo.

– Utilização das fontes.

Elas dão credibilidade à matéria, e devem apontar os dois lados da história, para que o leitor possa criar sua opinião.

Embora seja difícil, ser imparcial é necessário.

– Com relação ao lide de uma matéria são dedicadas informações objetivas, que responde as clássicas perguntas sobre o ocorrido, destacadas em ordem de relevância e não de forma cronológica.

Reportagem

– A reportagem é uma versão mais extensa de uma matéria. Pode-se dizer que os dois tipos de texto jornalístico têm a mesma função inicial.

Ou seja, deve ser considerado um tema relevante a ser publicado.

A diferença, é que na reportagem o jornalista pode abordar assuntos atemporais.

– A diferença está com as opções extras que uma reportagem precisa suprir.

Isso significa que é necessário saber definir um público-alvo específico e mais ainda, saber a linguagem adequada para se aproximar do leitor e a linguagem utilizada em reportagem.

– A apresentação de uma reportagem não se prende ao lide.

Pode-se utilizar uma introdução mais fantasiosa, que prenda a atenção do leitor, para distribuir as principais informações ao longo do texto, apenas o clímax do assunto e não a informação mais recente.

Porém, é necessário saber como estruturar todo o texto jornalístico.

– O jornalista deve saber identificar e localizar diversas fontes diretas e indiretas sobre o tema, pois a reportagem necessita de muito mais conteúdo para descrever de forma detalhada tudo que envolve o tema central.

Isso inclui tópicos, que poderão dividir o conteúdo em etapas, para destacar informações complementares.

– Diante da complexidade de uma reportagem, o tempo de elaboração do trabalho jornalístico é mais extenso.

Isso porque os detalhes de apuração dependem de mais detalhes e personagens, além de pesquisas mais aprofundadas do tema em questão, formam as etapas da apuração jornalística e suas técnicas, que devem ser estudadas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *