Conheça o Perfil do Novo Jornalista no Mercado Atual

Tempo de leitura: 3 minutos

Em outros tempos a comunicação social resumia-se a redação, rádio e TV. Nos dias de hoje isso tudo se tornou insuficiente pra ser um bom novo jornalista. Com essas mudanças, a máquina de escrever saiu de cena para a entrada dos computadores e smartphones. Conheça o perfil do novo jornalista no mercado atual, diante das inovações tecnológicas e as influências da globalização.

CLIQUE e inscreva-se no canal: LINK

Existem inúmeros aplicativos que auxiliam na apuração, elaboração e divulgação das matérias.

Em poucos cliques tudo é finalizado e enviado para publicação.

A linguagem do jornalismo tradicional também mudou. Com o imediatismo, a notícia é atualizada praticamente em tempo real, para suprir a necessidade do público atual.

O conteúdo tende a ser claro e objetivo, com frases curtas e de fácil entendimento. Isso porque a mensagem precisa alcançar um grande público, muitas vezes em busca apenas da mensagem que é localizada no lide.

O perfil do novo jornalista conta com novos direitos e deveres. E um dos principais deveres é se mantiver atualizado, para acompanhar as evoluções tecnológicas.

Acredite! O melhor profissional de jornalismo, é aquele que apura em “N” fontes, elabora dentro dos padrões do seu público alvo e melhor ainda, divulga em todas as mídias e todos os formatos que o mercado contemporâneo oferece.

Quanto mais completos os conteúdos forem, e de acordo com o público-alvo, maior será o número de pessoas interessas em acompanhar seu produto.

O engajamento será eficiente e a notícia muito mais compartilhada nas redes em que ela estiver disponível.

Veja as 5 dicas de como acompanhar e crescer no mercado digital da comunicação:

1. Perfil do novo jornalista no mercado atual

Faça buscas em sites, artigos, e videoaulas que abordem as inova

Conheça o perfil do novo jornalista no mercado atual

ções nos meios de comunicação.

Filtre as dicas que envolva sua área específica de interesse para se aprofundar no assunto.

O conhecimento vai além do conteúdo ensinado dentro da faculdade de Jornalismo.

É preciso definir seus diferencias para se destacar no mercado de trabalho, que está cada vez mais competitivo.

2. Mais de uma língua deve entrar no conhecimento

Com a globalização e os avanços tecnológicos, saber várias línguas é praticamente uma obrigação do profissional de comunicação.

O inglês ainda segue sendo prioridade, mas aprender algum idioma menos comum se torna questão de desempate em algumas ocasiões.

O jornalista precisa estar disposto a conhecer novas culturas e aprender com elas.

Além de aprender novas línguas, é fundamental que o profissional entenda particularidades culturais e as respeite.

3. Cuidado com o que fala nas redes sociais

Seus perfis e interações nas mídias sociais dizem muito sobre você. Involuntariamente, as redes sociais se tornaram um tipo de cartão de visitas.

Por isso, é comum que empregadores busquem os perfis dos candidatos, ou solicitem os links durante processos seletivos.

Utilize sua imagem na internet a seu favor. Se policie quanto às postagens e evite expor informações desnecessárias.

Tenha sempre em mente que a internet é um espaço acessado por milhões de pessoas, não apenas por conhecidos pessoais.

4. Currículo Digital

Pense que o currículoem papel” ou pdf é dispensável nos dias atuais.

Formulários online e mídias sociais são utilizados no mercado pra seleção de profissionais, respeitando os seus formatos, tudo se encaixa.

Se você tem vergonha ou acha que alguma presença online sua pode lhe prejudicar, você não está preparado a trabalhar no meio de comunicação de hoje.

5. Autopromoção é algo legal sim!

Desde que usada com inteligência, se autopromover pode render bons frutos.

Siga pessoas e serviços corretos, para que isso funcione bem.

Esteja presente em sites de emprego, compartilhe trabalhos que considere importantes e com diferenciais.

Leia também: As 4 áreas de atuação em Jornalismo mais cobiçadas pelo mercadoPós-Graduação em Jornalismo, conheça e se especialize/ Habilidades que o Mercado exige e a Faculdade de Jornalismo não ensina

 

2 Comentários


  1. Fernanda, a sua iniciativa é das melhores e tem um alcance social muito grande, porque existem os novos profissionais e, também, aqueles que estão afastados da profissão e desejam retornar ao mercado. Por isso, gostaria de saber se, dentro de seu projeto, existe espaço de participação para pessoas na sintuição em que eu me encontro. Desde já, muito agradecido e parabéns pelo seu trabalho. Um abraço.

    Responder

    1. Olá Sérgio, muito obrigada pelo reconhecimento, é de grande valia este feedback.

      Se quiser falar mais sobre a proposta do meu site, envie um e-mail para fernanda.felix@academiadojornalista.com.br, adorarei poder ajudar, se for possível.

      Mais uma vez obrigada, abraço.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*